Desafio Fotográfico #1 - Raposa


Oi pra você!

Hoje eu nem ia postar nada aqui no blog, porque a minha internet não estava passando bem e tinha decidido não funcionar, amas... ela está de volta, passando por alguns momentos de mal estar, mas funciona. Sendo assim, resolvi que faria algo que não faço há muuuuuuito tempo que é o meu Desafio Fotográfico. 

Só para contextualizar, esse desafio nada mais é que pegar uma imagem e escrever o que ela representa para mim, geralmente peço para alguém me mandar uma imagem, mas hoje eu entrei no Pexels que é meu site preferido da vida para imagens free e escolhi esta simpática raposinha para o desafio. Ah! Caso queira escolher uma imagem para mim, basta entrar no Pexels e mandar o link para mim e farei o desafio com a imagem que você escolher. 

Agora... Vamos logo ao que interessa! O Texto né?




Cada coisa tem dois lados...


Existem inúmeras culturas que tem a raposa como um animal ambivalente, ou seja, que possui aspectos de sentidos opostos. Eu entendo isso como a essência do ser humano. Se olharmos bem, vamos ver que somos ambivalentes, que temos valores opostos, que somos uma mistura de bem e mal, de alegrias e tristezas, de vida e morte. Somos cíclicos, somos mutáveis e sempre inconstantes, por mais rotineiros que sejamos e vida sempre irá acontecer de forma diferente, dia após dia. Vamos confiar e desconfiar de pessoas, amar e odiar outras e vamos mudar os nossos valores e certezas ao longo desse caminho chamado vida.

Acho que a coisa mais bonita dos seres humanos é essa capacidade de se transformar, de aprender e evoluir.

As raposas são animais muito inteligentes e me representam algo doce e selvagem, são criaturas lindas, delicadas, possuem um olhar lúcido, como se conseguissem ver a alma dentro dos seres, mas são livres e selvagens, são seres que não podem ser presos ou segregados e quando domesticados é puramente porque a raposa decidiu confiar na pessoa, porque elas só aceitam um mestre se ele conquistar sua lealdade.

Em algumas culturas a raposa é símbolo feminino e isso é também fácil de entender, porque elas são curvilíneas, delicadas, tem uma pelagem avermelhada que remete ao fogo interior da mulher, são sagazes e selvagens, elas realmente possuem um toque feminino, aquele lado que enfeitiça e faz de nós, mulheres, misteriosas. Acho essa analogia muito bonita, porque o espírito feminino é assim.

Por fim, quero apenas dizer o que as raposas representam para mim.

Elas são maravilhosas, são livres, inteligentes e tem esse tom misterioso que eu amo. Quando eu vejo uma raposa eu tenho a sensação que ela é a encarnação de alguém, elas tem um olhar tão humano, que, a meu ver que se parecem com algumas pessoas que vemos na rua. Acho elas muito interessantes e amo ler sobre toda a simbologia por volta delas, porque fazem menção a coisas que realmente fazem sentido pra mim.

Acredito que o universo é perfeito e lindo e cada ser que habita nele tem um propósito, gosto de olhar o mundo e tentar ver além daquilo que é obvio, gosto de explorar analogias, de extravasar teorias e tentar buscar um sentido para coisas relativamente simples, como as raposas.

Bom gente, espero que o texto tenha soado coerente e, de alguma forma, inspirador. Amo fazer esse tipo de desafio e pretendo fazer mais no futuro porque eles me obrigam a tirar as teias de aranha da minha criatividade e tentar ir além do obvio quando olho pra uma imagem.

Esse texto foi o que a imagem me inspirou, como disse, aceito desafios, só peço que seja do Pexels ou de algum site free porque as imagens tem mais qualidade e eu posso referenciá-las aqui.

Até a próxima \o/


0 Comentários:

Postar um comentário

Oi pra você! Leu o post? Então deixa a sua opinião, gostaria muito de saber o que você achou >.O